RELAÇÃO PERIGOSA: MEDICAMENTOS E ÁLCOOL

Os medicamentos e o álcool sofrem processos muito semelhantes no nosso organismo, percorrendo caminhos paralelos que, quando se cruzam, podem originar efeitos que constituem riscos para a saúde. O que acontece quando se faz uso concomitante entre álcool e medicamento?

- Pode ocorrer uma interação entre álcool e medicamento, aumentando o efeito do medicamento, fato que pode gerar sérios efeitos colaterais. Isto ocorre especialmente com medicamentos que atuam sobre o sistema nervoso central como antidepressivos, ansiolíticos, anticonvulsivantes e hipnóticos.

- Por outro lado, o álcool pode estimular o metabolismo do medicamento, diminuindo sua permanência no organismo e em consequência reduzir o efeito terapêutico.

- O consumo crônico de álcool pode alterar a transformação dos medicamentos resultando em produtos tóxicos que podem danificar o fígado e outros órgãos.

São muitos os medicamentos que interagem com o álcool, e em alguns casos o risco é maior.

Se estiver fazendo algum tratamento com medicamentos, não ingira álcool sem antes falar com seu médico ou farmacêutico.


Posts Recentes